COVID-19: Comissão busca cidadãos que “furaram” quarentena domiciliar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Uma campanha de busca de cidadãos que regressaram à província da Lunda Norte, no âmbito do levantamento da cerca sanitária, que deixaram números falsos e sem endereço residencial, violando a quarentena domiciliar obrigatória, teve início hoje, sábado, na cidade do Dundo.


Para o efeito, foram criadas 100 equipas distribuídas nos 10 município da Lunda Norte.

De acordo com a porta-voz da Comissão Multissectorial de Resposta ao covid-19, Filomena Simão, das 2.718 pessoas que regressaram à Lunda Norte, das quais 1.947 provenientes de Luanda e da Lunda Sul, apenas 288 cumprem quarentena obrigatória.


A busca resulta de denúncias feitas de que cidadãos orientados a cumprir a quarentena domiciliar obrigatória, sobretudo provenientes de Luanda, continuam a circular pela cidade, desobedecendo as autoridades locais.

Terá como alvo zonas periféricas, de onde receberam o maior número de denúncias de violação  da quarentena domiciliar obrigatória.

Informou que os incumpridores  serão submetidos a quarentena institucional obrigatória.


A campanha servirá igualmente para sensibilizar a população sobre as medidas de prevenção e o cumprimento rigoroso do Estado de Emergência e para a realização de consultas gratuitas às famílias vulneráveis.

Angola regista, até ao momento, 19 casos positivos do novo coronavírus (covid-19), dos quais dois mortos e cinco recuperados, dois quais já com alta.

Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.