Chelsea vai fornecer 78.000 refeições para profissionais da Saúde

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Chelsea vai fornecer 78.000 refeições para funcionários do sistema nacional de saúde e outros trabalhadores de associações beneficentes, como parte de seu apoio às pessoas que estão trabalhando para aliviar as consequências da crise provocada pelo novo coronavírus.

A intenção do clube londrino em relação ao Serviço Nacional de Saúde (NHS), é que sua doação ajude os funcionários que trabalham durante longas horas fora de casa em cinco hospitais.

“Estamos comprometidos e sempre estivemos comprometidos em apoiar nossas comunidades, especialmente as mais vulneráveis. No momento, nosso reconhecimento é mais importante do que nunca”, disse o presidente do Chelsea, Bruce Buck, nesta quinta-feira.

“Nosso proprietário, Roman Abramovich, nos incentivou a encontrar uma maneira de apoiar aqueles que estão ajudando”, disse ele. Este é mais um gesto no futebol inglês para apoiar os profissionais de saúde.

O estádio do Manchester United, Old Trafford, que costuma ser um mar da cor vermelha, acende nesta quinta-feira às 19h00 locais luzes azuis do NHS, em homenagem aos profissionais de saúde, coincidindo com a cerimônia de aplausos da população.

“Old Trafford não é rotineiramente azul, mas foi decidido fazê-lo para reconhecer os esforços extraordinários dos trabalhadores da linha de frente na batalha contra a pandemia da COVID-19”, afirmou o Manchester United em um comunicado.

O azul é exatamente a cor do vizinho e rival do United, o Manchester City.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.