Covid-19: Rastreadores em “busca activa” pelo país

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Trezentas equipas de vigilância epidemiológica para o rastreio da Covid-19 estão espalhadas pelo país na “busca activa” de casos suspeitos da doença, informou hoje, em Luanda, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

As equipas, segundo o secretário de Estado, estão destacadas para dar respostas a eventuais casos de denúncia ou suspeitos da doença, caracterizada por dificuldade respiratória.

A partir da próxima semana, adiantou, vai-se dar vida aos aparelhos de testes, antes usados para análises da baciloscopia (pesquisa da tuberculose), instalados em 15 das 18 províncias do país.

Em conferência de imprensa para actualização de dados,  salientou que, com a abertura da cerca sanitária, as autoridades registaram o regresso de sete mil e 307 pessoas, devendo todos cumprir quarentena domiciliar.

Até hoje, em Angola, foram processados 1106 testes, todos com resultados negativos, e o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu sete chamadas de alerta, tendo sido todas descartadas.

No quadro das medidas preventivas, os membros da Comissão Interministerial para a Resposta à covid-19 foram até às províncias de Cabinda, Zaire, Uíge, Moxico, Bié e Cuando Cubango observar as condições criadas.

Passados cinco dias, o país continua com 19 casos positivos. Hoje houve mais um recuperado, elevando para cinco o número de casos, estando 12 em observação com sintomas leves, além de dois mortos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.