Comissário da PN vai a Tribunal por abuso, conduta indecorosa e burla por defraudação

ANGOP

O Supremo Tribunal Militar inicia terça-feira (18), em Luanda, o julgamento do processo nº 15/STM/2018, em que figura, como réu, o comissário da Polícia Nacional (PN), Francisco Massota.

Ex-conselheiro do comandante geral da PN, Francisco Massota é acusado, pelo Ministério Público, dos crimes de abuso no exercício do cargo, conduta indecorosa e burla por defraudação.

No mesmo processo estão acusados, igualmente, o intendente Veloso Francisco Moisés, a subinspectora Elsa Maria Manuel Neho, o subinspector Belchior Kssendala Venda, bem como os agentes Elizandra Alfredo Tomás e Márcia Alfredo Crispim, refere em nota o Supremo Tribunal Militar.

O documento, a que a Angop teve acesso hoje, sublinha que os réus se apoderaram “de dinheiro alheio, mediante artifício para persuadir a existência de poderes supostos, de enquadramento (…) na Polícia Nacional”.

O julgamento vai decorrer no Instituto de Técnicas Policiais Osvaldo Serra Van-Dúnem.

Partilhe