Pedido de extradição de Manuel Chang para Moçambique remetido para ministro da Justiça – juiz sul-africano

Lusa

Partilhe

A justiça sul-africana remeteu hoje para o ministro da Justiça a decisão sobre o pedido de extradição para Moçambique do antigo ministro das Finanças moçambicano Manuel Chang, detido desde dezembro no caso das dívidas ocultas.

“Depois de analisado os méritos apresentados é decidido que nos termos da Lei de Extradição, 67 de 1962, existe prova suficiente contra o arguido da prática dos seguintes crimes: abuso de cargo ou funções; violação da legalidade orçamental; burla por defraudação; peculato; corrupção passiva para acto ilícito; lavagem de dinheiro e de associação criminosa”, afirmou o juiz William Schutte na leitura da decisão final sobre o pedido concorrencial de Moçambique, hoje no tribunal de Kempton Park, arredores de Joanesburgo.

William Schutte adiantou que “Manuel Chang permanecerá na prisão de Modderbee pendente da decisão para a sua extradição nos termos do artigo 11.º do Protocolo de Extradição da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC)”, concluiu.

Facebook Comments

Partilhe