AN tem nova tabela salarial com suplementos que triplicam o salário

Partilhe


Na nova tabela salarial, o funcionário mais bem pago ganha quase tanto como o vice-presidente da República, o segundo mais bem remunerado na função pública. Mas é com os subídios que os salários disparam. Um director, que aufere 519 mil Kz, leva para casa mais 1,2 milhões Kz em suplementos.

A Assembleia Nacional (AN) tem uma nova tabela salarial, com salários- base que vão dos 519 942,55 Kz auferidos por um director, o mais bem remunerado das 50 categorias de funcionários e agentes parlamentares, à empregada de limpeza, que tem direito a um vencimento de 81 041,11 Kz, com efeitos a partir de 1 de Janeiro de 2019. O ajuste é feito, um mês depois de fixado em 608 123,34 Kz o salário do presidente da AN e em 547 311,01 Kz o dos deputados.

A nova tabela salarial da AN consta numa resolução publicada em Diário da República, no dia 21 de Março, data de publicação do Decreto Presidencial n.º 89/19, que fixa o salário mínimo nacional garantido único em 21 454,10. Montante que representa quase quatro vezes menos do que os 79 896,44 Kz pagos a um operário não qualificado de 2.ª classe, o salário mais baixo auferido na Assembleia Nacional.

A Resolução n.º 18/19 de 21 de Março justifica a adopção da nova tabela salarial com os “níveis elevados de inflação e de perda do poder”, num ano em que a AN tem despesas com pessoal estimadas em 23 mil milhões Kz, de acordo com a proposta de Orçamento para 2019. O Expansão não conseguiu, contudo, calcular a percentagem dos aumentos, por não aceder à tabela salarial anterior.

Facebook Comments

Partilhe