Trump diz-se “totalmente ilibado” pelo relatório Mueller

Lusa

O Presidente norte-americano, Donald Trump, declarou-se hoje “totalmente ilibado” após a divulgação pelo secretário da Justiça das conclusões da investigação do procurador especial Robert Mueller sobre uma eventual conspiração com Moscovo, à qual considerou “vergonhoso” ter sido sujeito.

“Não houve conluio, não houve obstrução, EXONERAÇÃO total e completa. MANTENHAMOS A AMÉRICA GRANDE!”, escreveu Trump na sua conta da rede social Twitter, depois de ter classificado a investigação sobre se houve ou não acordo entre a sua equipa de campanha das presidenciais de 2016 e a Rússia para influenciar os resultados das eleições como uma “iniciativa de demolição ilegal que fracassou”.

“Honestamente, é uma vergonha que o vosso Presidente tenha tido de submeter-se àquilo, que começou antes mesmo de eu ter sido eleito”, declarou ainda, antes de deixar a Florida para Washington a bordo do avião presidencial Air Force One.

Partilhe