Higino Carneiro (pressionado) dá marcha atrás e fica o dito pelo não dito

Partilhe

O general Higino Carneiro, antigo homem forte do regime do ex-presidente da República, diz na voz do seu advogado, que em momento algum duvidou da vitória de João Lourenço nas eleições de 2017.

O antigo vice-presidente da Assembleia nacional, agora deputado pela banca do MPLA, foi ouvido na semana passada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), por crimes cometidos durante o tempo em que esteve à frente da gestão da província de Luanda, e aparenta ter dito durante o interrogatório que se a PGR pretende, de facto, combater a corrupção teria de convocar a então porta-voz da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), Júlia Ferreira, e interrogá-la sobre em que moldes o actual Presidente da República ganhou a eleição de 2017.

Hoje o advogado do famoso HC (Higino Carneiro), como era denominado em músicas de um cantor bem conhecido da nossa praça, garantiu em declarações à Voz da América que, em nenhum momento, Carneiro fez tal afirmação e deixou a garantia de muito em breve dar mais pormenores sobre o assunto. Vamos aguardar.

Conhecido pelo seu tom autoritário e arrogante, não seria de estranhar que HC durante o interrogatório, sentindo-se humilhado e constrangido, tivesse proferido ameaças em direção ao titular do poder executivo e ao próprio MPLA.

Se HC na verdade fez tais declarações, e nós acreditamos que o fez, conhecendo a besta, e porque as pessoas que trouxeram esta informação para fora não têm razão nenhuma para mentir, então ficam aqui dois elementos bem claros.

  1. Demonstra que o general não tem carácter e está disposto a tudo para safar a sua pele;
  2. E se Higino Carneiro estava disposto a derrubar o MPLA para atingir João Lourenço, significa que ele não tinha nada sobre JLo que ele pudesse usar para o atingir. O que de certa forma confirma o  que João Lourenço tem vindo a dizer, de não fazer parte do grupo pessoas que delapidaram as riquezas do país.

Tais declarações devem ter caído muito mal no seio dos camaradas que, descontentes devem ter pressionado e obrigado o general a engolir o sapo e manter o bico calado. “take one for the time and keep your mouth shut”, como dizem os americanos. Sendo assim HC deu marcha atrás e deixou tudo pelo dito e não dito.

Facebook Comments

Partilhe