Kyaku Kyadaff eleito o “Mais Querido” da música angolana 2018

Angop




Partilhar

Quatro anos depois da sua estreia no mercado discográfico, com o lançamento do disco “Se hungwele”, o músico Kyaky Kyadaff tornou-se na madrugada deste sábado no mais recente integrante da restrita lista dos vencedores do concurso Top dos Mais Queridos.

Com a música Mônica, do seu mais recente disco “Igual ao Prazer”, lançado no mercado em Março do ano em curso, Kyaku Kyadaff, que repetiu a proeza de entrar na lista dos 10 finalistas do referido concurso musical (terceiro classificado em 2014 com a música Entre sete, sete rosas) bateu uma concorrência onde se destacou o veterano Dom Caetano, Yola Semedo, Matias Damásio, Cef, Gerilson Israel, Filho do Zua, Lil Saint, Noite e Dia e Rui Orlando.

Kyaku, que capitalizou o voto da província do Zaire de onde é originário, com um total de 19, 37 porcento dos votos (apesar de o número da população votante não ter sido revelado), levando consigo, para além, da estatueta e do diploma de participação, o valor monetário de dois milhões de kwanzas.

LEIA MAIS
Ministro destaca contributo da RNA na divulgação da cultura angolana Kiaku Kyadaff vence top dos mais queridos Anabela Aya distinguida com prémio da crítica musical Kyaku Kyadaff defende reforço da promoção da música angolano Kizomba e Eduardo Paim “brilham” no Top dos Mais Queridos 2018 Músico Eduardo Paim aponta kizomba como factor de unidade nacional
O segundo lugar do concurso foi ocupando pelo Gerilson Israel, com o tema “Minha Bêbada”, que lhe garantiu como prémio uma estatueta, diploma de participação e o valor de um milhão

O terceiro lugar coube a Matias Damasio, que recebeu igualmente uma estatueta, um diploma e o valor de 800 mil kwanzas.

Kyaku Kyadaff

Com dois discos no mercado, o artista estreou-se nas lides musicais em 2014 com “Se hungwele” e em 2018 colocou ao dispor dos amantes da música angolana “Igual ao Prazer”.

Vencedores do Top dos Mais Queridos

Com três edições ganhas desde o longínquo ano de 1982, o músico Pedrito continua a ser o recordista do Top dos Mais Queridos, uma realização da Rádio Nacional de Angola (RNA), cuja consagração reúne anualmente os melhores da música angolana.

Pedrito venceu a primeira edição realizada em 1982, repetindo os feitos em 1984 e 1986.

Na segunda posição aparecem jacinto Tchipa, que venceu em 1988, 1989, e Matias Damásio que conquistou o título em 2007 e 2013.

1982 – Artista individual – Pedrito

Banda musical – Jovens do Prenda

1983 – Artista individual – Proletário

Banda musical – Jovens do Prenda

1984 – Artista individual – Pedrito

Banda musical – Os Kiezos

1985 – Categoria individual – José Kafala

Banda musical – Os Kiezos

1986 – Pedrito

1987 – José Machado “Mamborró”

1988 – Jacinto Tchipa

1989 – Jacinto Tchipa

1990 – Os Pacíficos

1991 – Moniz de Almeida

De 1992 a 2000 não se realizou, devido ao conflito armado

2001 – Jovem Leão

2002 – Euclides da Lomba

2003 – Patrícia Faria

2004 – Sabina Henda

2005 – Bangão

2006 – Mig

2007 – Matias Damásio

2008 – Maya Cool

2009 – Yury da Cunha

2010 – Yola Semedo

2011 – Paulo Flores

2012 – Homenageados vencedores de todas as edições

2013 – Matias Damásio

2014 – Ary

2015- Yuri da Cunha

2017- Homenagem aos vencedores de todas as edições

2018- Kyaku Kyadaff

O Top dos Mais Queridos é uma gala promovida anualmente pela Rádio Nacional para a escolha da música mais ouvida, por meio de votos em todo o país.

O concurso visa prestigiar os músicos angolanos que, por meio do voto popular, destacaram-se ao longo do ano.

Comentários do Facebook

Partilhar
<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-format="autorelaxed"
     data-ad-client="ca-pub-7513151535689663"
     data-ad-slot="7531535151"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>