Leilão de divisas leva kwanza a nova depreciação




O banco central anunciou, nesta quarta-feira, ter colocado no mercado primário 40 milhões de dólares (34,2 milhões de euros), no quarto leilão do mês de venda de divisas à banca comercial, com nova depreciação do kwanza.

Numa nota, o Banco Nacional de Angola (BNA) refere que o montante colocado hoje foi destinado à cobertura de operações de natureza comercial e privada em posse dos bancos comerciais e em conformidade com a regulamentação cambial vigente.

Na sessão, que envolveu 15 bancos, foi apurada a taxa de câmbio de referência de 286,963 kwanzas/dólar, quando, na última sessão, a 10 deste mês, era de 285,845 kwanzas/dólar.

Desde 01 de janeiro, quando um dólar valia 165,92 kwanzas, a moeda angolana já se depreciou 42,18%.

Em relação à moeda europeia, que na última sessão se tinha fixado nos 329,537 kwanzas/euro, manteve a tendência de depreciação, atingindo agora o valor de 330,95 kwanzas/euro, a venda, e 331,695 kwanzas/euro, a compra, dando uma taxa de câmbio de referência de 331,322 kwanzas/euro.

Comparativamente a janeiro deste ano, quando um euro valia 185,40 kwanzas, a moeda angolana já se depreciou 44,04%.

Nos quatro leilões realizados este mês, o BNA colocou no mercado primário moeda estrangeira no valor de 160 milhões de euros e 80 milhões de dólares (68,4 milhões de euros).

No início do mês, o BNA indicou que vai efetuar oito leilões de divisas em setembro, pretendendo colocar 700 milhões de dólares (598 milhões de euros), tendo-se já realizado quatro.

No documento, o banco central angolano indica que, a partir de agora, e com o objectivo de conferir maior previsibilidade ao mercado, passará a divulgar, no último dia útil de cada mês, de forma indicativa, o montante e calendário das suas intervenções no mercado cambial para o mês seguinte.

Nesse sentido, indicou que, este mês, irá proceder à venda do equivalente a 500 milhões de dólares aos bancos comerciais, incluindo “plafonds” para cartas de crédito, por via de oito leilões.

O montante, moeda e finalidades serão anunciados aos bancos comerciais nas 24 horas que precedem a realização de cada leilão.

Com os quatro leilões já realizados, o próximo ocorrerá a 18 deste mês, seguindo-se sucessivamente novas operações nos dias 20, 24 e 26.

“O Banco Nacional de Angola reitera a necessidade de as instituições financeiras verificarem rigorosamente a legitimidade e conformidade das operações cambiais que processam, considerando a legislação e regulamentação cambial e de prevenção e combate ao branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo, de forma a proteger as Reservas Internacionais do País e as suas relações com o sistema financeiro internacional”, lê-se no comunicado da instituição.

Comentários do Facebook
<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-format="autorelaxed"
     data-ad-client="ca-pub-7513151535689663"
     data-ad-slot="7531535151"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>