POLÍTICA

Presidente das Maurícias demite-se por causa de cartão de crédito oferecido por Álvaro Sobrinho




Partilhar

A Presidente das Ilhas Maurícias, Ameenah Gurib-Fakim, envolvida num escândalo financeiro, vai demitir-se após as cerimónias do 50.º aniversário da independência daquela república, no dia 12 de Março.

“A Presidente da República disse-me que vai demitir-se das suas funções. Acordámos a data da saída, mas ainda não podemos anunciá-la”, declarou esta sexta-feira o primeiro-ministro das Maurícias, Pravind Jugnauth.

A partida da única mulher chefe de Estado em África ocorrerá “pouco depois das celebrações do 50.º aniversário da independência”, a 12 de Março, e antes do reinício dos trabalhos no parlamento, no final do mês, adiantou.

Jugnauth considerou ainda que “em primeiro lugar está o interesse do país”.

Ameenah Gurib-Fakim, 58 anos, ocupa desde Junho de 2015 a função honorífica de Presidente da República das Maurícias, tendo sido a primeira mulher a ocupar o posto no país.

Bióloga reconhecida internacionalmente, Gurib-Fakim tem sido alvo de pressão devido a acusações de que utilizou um cartão bancário fornecido por uma organização não-governamental para fazer compras pessoais.

O caso foi revelado há 10 dias pelo jornal local Express, que publicou documentos bancários.

Segundo o diário, a ONG em causa é o Planet Earth Institute, financiada pelo milionário angolano Álvaro Sobrinho, que está a ser investigado por suspeitas de irregularidades em Portugal.

O Express indicou que Gurib-Fakim utilizou o cartão para fazer compras no estrangeiro no valor de pelo menos 25.000 euros.

Comentários do Facebook

Partilhar
<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-format="autorelaxed"
     data-ad-client="ca-pub-7513151535689663"
     data-ad-slot="7531535151"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>