Embaixadora moçambicana em Angola acusada de receber 1,4 milhões de euros de subornos

Lusa




Partilhar

A embaixadora de Moçambique em Angola está a ser investigada por ter alegadamente recebido subornos de 100 milhões de meticais para favorecer empresas nos contratos com a Segurança Social, disse hoje à Lusa fonte do Ministério Público moçambicano.

A fonte assegurou que Helena Taipo já foi notificada pelo Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC), adstrito ao Ministério Público, sobre as suspeitas que recaem sobre ela.

O jornal Notícias, principal diário em Moçambique, veiculou na sua edição de quarta-feira que Helena Taipo recebeu subornos no valor de 100 milhões de meticais (1,4 milhões de euros) em 2014, quando era ministra do Trabalho e nessa qualidade tutelava o Instituto Nacional de Segurança Social (INSS).

Comentários do Facebook

Partilhar
<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-format="autorelaxed"
     data-ad-client="ca-pub-7513151535689663"
     data-ad-slot="7531535151"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>